02:19h • 23 de Agosto de 2019
Alterar Senha
Esqueci minha Senha

Notícias

Associação protocolou requerimento na PGJ pedindo providências na apuração dos atos de violência

APMP apoia ações que venham a garantir a paz e a segurança dos paranaenses

30/04/2015

A Diretoria da Associação Paranaense do Ministério Público, por meio de seu 1º Vice-Presidente, Claudio Rubino Zuan Esteves, e de seu Diretor de Prerrogativas, Cláudio Franco Felix, protocolou junto a Procuradoria-Geral de Justiça, na manhã desta quinta-feira (30), requerimento pedindo uma rápida atuação do órgão ministerial e providências na apuração dos fatos ocorridos na tarde de ontem, 29 de abril de 2015, quando um confronto foi instaurado contra professores da rede estadual que manifestavam contrariamente a aprovação de um projeto que trata de mudanças no Regime Próprio da Previdência Social do Estado do Paraná.

No requerimento destinado ao Procurador-Geral de Justiça Gilberto Giacoia, a APMP lamentou a situação ocorrida na Praça Nossa Senhora da Salete, no Centro Cívico da Capital do Estado, afirmando ser primordial a sua imediata reparação, havendo a necessidade do apoio do órgão defensor do regime democrático de direto: o Ministério Público.

Esta entidade de classe requereu que sejam tomadas providências junto ao Secretário de Segurança Público do Estado do Paraná para que cessem as práticas de violência contra os manifestantes; sejam oficiados os meios de comunicação, requisitando imagens do confronto; e, por fim, que uma comissão seja designada, formada por promotores e procuradores de Justiça, para que diretamente acompanhem os fatos e investiguem as ocorrências, instaurando-se o respectivo procedimento, no intuito de identificar as vítimas da violência ocorrida e seus autores, dando-se ampla publicidade acerca desta providência.

A APMP lamenta os trágicos acontecimentos desta quarta-feira (29).

Clique aqui e leia a íntegra do requerimento.

 

Crédito foto: Gazeta do Povo