11 promotores tomam posse e são recebidos em reunião de boas-vindas na APMP

Conheça os novos associados da APMP
22 de September de 2022 > Diretoria

Os últimos dias foram especiais para os sete promotores e as quatro promotoras de Justiça que tomaram posse como Promotores Substitutos. A solenidade aconteceu na última sexta-feira (16), no Ministério Público do Paraná (MPPR), e os onze novos promotores foram recebidos na Associação do Ministério Público (APMP), em um evento de boas-vindas na manhã desta segunda-feira (19), no salão nobre da APMP.

Foram empossados e recebidos na APMP os promotores substitutos: Lucas Gabriel Scheidweiler, Frederico Augusto Gomes, Bárbara Garla Stegmann, Ana Cláudia Gonçalves de Carvalho, Mariana Silva Dalossi Picelli, Gustavo Alexandre Ritter, Eric Bortoletto Fontes, Ítalo João Chiodelli, Fábio Augusto Tamborlin, Augusto César da Silva Tostes e Ana Karolina Gomes de Castro. 

Abrindo a recepção aos novos associados, o presidente da APMP, André Tiago Pasternak Glitz deu as boas-vindas aos novos membros do MP e ressaltou a importância da APMP para o MPPR. “É um privilégio estarmos juntos com vocês neste momento tão especial de entrada no Ministério Público e também na nossa entidade de classe. É importante que desde já vocês tomem conhecimento fundamental que as associações de todo o país possuem para que Ministério Público possa exercer seu papel na sociedade”, declarou. 

Na sequência, após a exibição do vídeo institucional da Associação, representando a Escola Superior do Ministério Público, a promotora de Justiça, Mabiane Czarnobai Message, também conversou com os novos promotores. “Desejamos boas-vindas e que nas próximas duas semanas todos possam se atentar ao funcionamento do MP para o melhor exercício das funções”, resumiu. 

Posteriormente, o diretor secretário da Procuradoria Geral de Justiça e diretor executivo da PROMED, Willian Buchmann, explicou de maneira sucinta o funcionamento do plano de saúde direcionado aos novos promotores. “O diferencial do PROMED é que ele foi feito por nós e administrado por nós, sem pensar no lucro, o que nos dá a possibilidade de oferecer melhores condições aos nossos associados”, declarou Buchmann. 

O coordenador de Assuntos Institucionais do MPPR, 1º secretário e diretor de Defesa Prerrogativa da APMP, Fernando da Silva Mattos, também deu boas-vindas, ressaltou a importância da diretoria de defesa prerrogativa e lembrou da trajetória dos novos promotores. 

“Parabenizo a todos e tenho orgulho de ter tido a oportunidade de acompanhar o caminho que percorreram no concurso de ingresso e, desta forma, poder atestar a competência de cada um de vocês. É uma alegria para nós termos vocês como nossos colegas. Sejam muito bem-vindos”, disse. 

Representando a Diretoria de Mulheres, a promotora de Justiça de Curitiba e integrante da Comissão de Apoio da diretoria de Mulheres, Symara Motter, relembrou cronologicamente o trabalho da Diretoria dentro da Associação, ressaltando a importância da atuação específica. “Temos uma diretoria ativa na promoção de políticas de equidade de gênero. Temos pautas específicas, para ter o nosso lugar de fala, mas, sobretudo, pretendemos cada vez mais fazer das ações e do trabalho dessa Diretoria algo pertinente e relevante a todos os associados da APMP. A Diretoria de mulheres tem se mostrado cada vez mais inclusiva!”, completou. 

Por fim, o promotor de Justiça de Curitiba e Diretor de Comunicação da APMP, Francisco de Carvalho Neto, fez questão de ressaltar os canais diretos de comunicação da Associação e lembrou o quanto a APMP pode ser uma facilitadora no dia a dia dos novos promotores. “Temos várias formas de comunicação, tudo para que vocês saibam o que está acontecendo, a quem recorrer e onde procurar”, explicou Neto. 

Por fim, os associados tiveram contato ainda com membros das parceiras JUSPREV e Sicredi Credjuris. 

Veja aqui as fotos da reunião na APMP. 

A cerimônia de posse 

Na solenidade de posse, que ocorreu no MPPR na última sexta-feira, estavam presentes na mesa: o procurador-geral de Justiça, Gilberto Giacoia; o subcorregedor-geral do MPPR, Paulo Sérgio Markowicz de Lima; o presidente da Associação Paranaense do Ministério Público (APMP), André Tiago Pasternak Glitz; os ex-procuradores-gerais de Justiça Olympio de Sá Sotto Maior Neto e Ivonei Sfoggia; o procurador de Justiça Humberto Eduardo Pucinelli, representando a Subprocuradoria-Geral de Justiça para Assuntos Jurídicos; a promotora de Justiça Mabiane Czarnobai Message, representando a Subprocuradoria-Geral de Justiça para Assuntos de Planejamento Institucional; o promotor de Justiça Hugo Evo Urbano, representando a Subprocuradoria-Geral de Justiça para Assuntos Administrativos; o subdefensor público-geral do Paraná, Bruno Müller; o integrante da OAB Paraná William Pugliese; e os desembargadores Cláudio Smirne Diniz, Luiz Fernando Tomasi Keppen e Paulo Vasconcelos. 

Abrindo a seção, o procurador-geral de Justiça, Gilberto Giacoia enalteceu a necessidade do comprometimento de cada um com a função. “Vocês assumem na data de hoje o compromisso de, vestindo a alma do promotor e da promotora de Justiça, atuarem de forma destemida e combativa na defesa da sociedade”, destacou. 

Os novos membros prestaram o compromisso legal ao assumir o cargo e assinaram o termo de posse, lido pelo promotor de Justiça, Wilde Soares Pugliese, secretário do Conselho Superior do Ministério Público.

O subcorregedor-geral do MPPR, Paulo Sérgio Markowicz de Lima, ressaltou a necessidade de os promotores não deixarem de lado as questões humanas do dia a dia, dando inclusive testemunhos de situações que emocionaram os presentes. “Deem amor, recebam bem aquele que chega por último, e orientem, mesmo que a demanda não seja a sua atribuição. Leve a pessoa até a porta do fórum se for necessário, isso fará toda a diferença para a pessoa”, lembrou. 

O presidente da APMP, André Glitz, parabenizou aos novos promotores e ressaltou o papel da Associação. “Esse Ministério Público foi construído por gerações que nos antecederam, devemos muito a essas gerações. À medida que caminhamos, temos que colaborar com essa construção permanente que é o MP. O trabalho de hoje das associações é para lutar e manter o Ministério Público que conhecemos, porque é esse Ministério Público que nos permite agir como transformadores da realidade social do país”, enfatizou.

Clique aqui e veja as fotos da posse.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.