APMP protocola requerimento com sugestões de aprimoramentos institucionais

Pleito trata da desburocratização de atos e melhoria dos sistemas finalísticos
13 de December de 2023 > Assuntos Institucionais, Diretoria, Inovação e Tecnologia

Nesta terça-feira, 12 de dezembro, a APMP apresentou requerimento direcionado à Administração Superior do Ministério Público do Paraná, a fim de que sejam adotadas medidas que propiciem a progressiva incorporação de soluções inovadoras e tecnológicas nas atividades ministeriais.

O documento protocolado ressalta a criação pela atual gestão da APMP da Diretoria Operacional de Inovação e Tecnologia, para que a entidade, em conexão com os interesses dos associados e associadas, promova diagnósticos de novas soluções e possibilidades que possam cada vez mais aproximar a Associação e a Instituição da realidade da sociedade contemporânea, marcada pela volatilidade, incerteza, ambiguidade e complexidade.

Melhorias ligadas à informatização e automação de procedimentos 

O requerimento destaca o amplo trabalho de pesquisa realizado pela Diretoria de Inovação e Tecnologia, que levantou junto aos associados e associadas os principais anseios da classe a respeito dessas temáticas, com o objetivo de otimizar a atuação dos membros do MPPR. Referida pesquisa contou com uma massiva participação da Classe, englobando colegas das mais variadas faixas etárias, momentos de carreira e regiões do Estado.

Com base nesse trabalho, a APMP identificou, nesse momento, duas situações específicas que necessitam de uma adequada avaliação pela Administração Superior: 

1 - os múltiplos e dispersos sistemas finalísticos utilizados pelo MPPR: nesse ponto, ressaltou-se ser urgente o aperfeiçoamento da estrutura e sistemática virtual de trabalho disponibilizada aos(às) Agentes Ministeriais e às suas equipes, especialmente para evitar desperdício de tempo, retrabalho e realização de tarefas que poderiam ser dispensadas/automatizadas, dando-se preferência para um único sistema (unificado, prático, ágil, responsivo, seguro e integrado) que facilite a rotina diária dos órgãos de execução;
2 - a grande quantidade de tarefas, atualmente sob responsabilidade exclusiva de Promotores(as) e Procuradores(as) de Justiça, que poderiam ser delegadas ou automatizadas: a respeito, salientou-se ser oportuno um completo levantamento e mapeamento dos processos organizacionais das unidades, abrangendo as equipes e pessoas que compõem os órgãos de execução, e posterior avaliação e otimização dos fluxos de trabalho, para torná-los mais racionais e, se possível e quando caso, menos centralizados nos Agentes Ministeriais, valendo-se, para tanto, além da possibilidade de delegação de tarefas simples e burocráticas que não demandem atenção e decisão de Membro do Ministério Público, também de novos recursos, inclusive tecnológicos.

Confira aqui o requerimento. 

O documento foi assinado pela Presidente da APMP, Symara Motter, pelo 1° Vice-Presidente, Fernando da Silva Mattos, e pelos Diretores de Inovação e Tecnologia, Gladyson Ishioka e Marcos José Porto Soares.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.