Masterclass presencial sobre vinhos contou com degustação às cegas com tema Brasil x Mundo

Encontro foi ministrado pelo sommelier Diego Arrebola
10 de June de 2022 > Eventos Culturais, Gerais

Na última sexta-feira (03/06), a já tradicional Masterclass sobre vinhos da APMP retomou ao seu formato presencial, com degustação às cegas ministrada pelo melhor sommelier do Brasil, Diego Arrebola, com auxílio dos sommeliers André Ferreira Oliveira e Roberto Sávio. O tema desta edição foi Brasil x Mundo e teve a turma lotada! Com a presença de associados, familiares e convidados. 

A degustação foi acompanhada de um seleto cardápio, que contou com bruschetta à napolitana; empanadas argentinas; queijos diversos (canastra, brie, camembert, gruyère e ementhal); embutidos (Salame espanhol com páprica, mortadela com pistache, copa); castanhas e frutas secas. 

Ainda, o Empório Winiarski esteve presente, como apoiador do evento, com a seleção de diversos vinhos para os associados. 

No primeiro momento da degustação, foram servidos dois vinhos brancos, com os rótulos cobertos. Diego Arrebola seguiu com a degustação de cada vinho ao comentar sobre a coloração, o sabor, o visual, o indicativo de oxidação, o aroma, a acidez, entre outras características. 

Após as observações de Diego e as sugestões dos participantes sobre quais seriam os vinhos, os dois primeiros nomes foram revelados:  

- Vinho branco Les Charmes de Noé, Uva Sauvignon Blanc; da região de Bordeaux na França, da safra de 2019. 

- Vinho branco Ravanello, Uva Chardonnay, da região das encostas da Serra Gaúcha, em Gramado - Rio Grande do Sul - Brasil, da safra de 2020. 

Na sequência da degustação às cegas, Diego trouxe mais 4 seleções de vinhos tintos a serem apreciados, foram eles:  

- Piccola Fattoria, Ziro, Uva Sangiovese, da região de São Joaquim, em Santa Catarina - Brasil, da safra de 2019. 

- Vini del Mare Belvento, Uva Ciliegiolo, da região de Toscana, na Itália, da safra de 2020. 

- Bodega Sossego Campaña, Uva Cabernet Sauvignon, da região da Uruguaianas, Campanha Gaúcha - Brasil. 

- Nuevo Mundo, Uva Cabernet Sauvignon orgânica, da região do Valle de Maipo, no Chile. 

A partir desta seleção especial de 6 vinhos, 3 deles do Brasil e 3 deles de outros países, França, Itália e Chile, Diego explicou que escolheu intercalar vinhos de terroir brasileiro e terroir estrangeiro para valorizar as marcas nacionais e mostrar que a qualidade destes vinhos pode ser equilibrada com vinhos de outros países: “Selecionei vinhos brasileiros bons e vinhos estrangeiros bons. O que eu queria era trazer essa experiência da degustação às cegas, de analisar o vinho, de observar o vinho, independente de nossas opiniões, porém, também de exaltar a qualidade do vinho brasileiro. A tendência, de boa parte do consumidor, é falar que vinho brasileiro não é bom ou é caro, e não é. Se você quer beber gastando pouco dinheiro, o melhor lugar para você é na prateleira do vinho brasileiro. O Brasil entrega qualidade com custo benefício, até a média de 100 reais, e é imbatível ou quase, na comparação com vinhos importados”. Concluiu Diego Arrebola. 

Ao final do bate papo e da degustação, foi anunciada a possibilidade de uma excursão no Vale dos Vinhedos, na região da Serra Gaúcha do Rio Grande do Sul, com a presença de Diego Arrebola. Dessa forma, os associados interessados neste passeio devem entrar em contato com a Associação, por meio do e-mail imprensa@apmppr.org.br

Confira aqui a cobertura fotográfica do encontro.  

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.