CONAMP realizará live alusiva à campanha internacional Pelo Fim da Violência Contra a Mulher

Evento será transmitido na sexta-feira (25), às 16h, no Youtube da CONAMP
24 de November de 2022 > Notícias

A Associação Nacional de Membros do Ministério Público (CONAMP) realizará na próxima sexta-feira, dia 25 de novembro, às 16h, uma live alusiva à campanha internacional Pelo Fim da Violência Contra a Mulher.

O evento celebrará o apoio institucional da CONAMP à ação anual da ONU Mulheres, que começa no dia 25 de novembro, Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, e vai até 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos.

A composição da mesa de honra do evento contará com as seguintes presenças: o presidente da CONAMP, Manoel Murrieta; a coordenadora da Comissão de Mulheres da CONAMP, Deluse Amaral; a promotora de Justiça Bianca Stella Azevedo (MPPE); a promotora de Justiça Roberta Rosa Ribeiro (MPRJ); e o promotor de Justiça Octhaydes Ballan Júnior (MPTO) .

A live é gratuita e será transmitida ao vivo no canal do Youtube da CONAMP (@conampbrasil) no dia 25/11, às 16h. 

Para assistir, clique no link da transmissão: https://youtu.be/hIncqGWm8do. 

APMP realiza ações pelos 21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher 

A Associação Paranaense do Ministério Público (APMP) também está apoiando a Campanha pelo Fim da Violência Contra a Mulher. São várias iniciativas que foram deflagradas a partir do dia 20 de novembro, com o apoio da Diretoria de Mulheres Associadas da APMP.

Nas redes sociais da APMP, já foram publicados materiais específicos sobre o tema. Mais publicações sobre o assunto estão planejadas até o fim da campanha, que ocorrerá no dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Na imprensa, a Folha de Londrina na edição do último domingo (20), por intermédio da APMP, publicou o artigo da promotora de Justiça, Mariana Seifert Bazzo, “Lei Maria da Penha ou Crimes Contra Mulheres (?): 21 dias de ativismo”. O artigo também se encontra disponível para leitura no site da APMP. Clique aqui para ler na íntegra. Ainda, o Jornal Bom Dia Paraná, da RPC, na manhã do dia 21 de novembro, abordou a Campanha, com a participação da Diretora de Mulheres da APMP, Mariana Dias Mariano.

Outra iniciativa é a iluminação na cor laranja da sede da APMP, em Curitiba. A ação ocorre de 22 a 30 de novembro e busca chamar atenção da sociedade para a Campanha.  

A Diretora de Mulheres, Mariana Dias, faz um convite: “Participem da Campanha e acompanhem as ações da APMP. Todos precisamos agir, homens e mulheres, para prevenir e eliminar a violência contra mulheres e meninas, em nossa sociedade”.

O presidente da APMP, André Tiago Pasternak Glitz, relembrou que a APMP está pelo segundo ano consecutivo apoiando institucionalmente a Campanha da ONU e comentou sobre o recente ajuizamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), no Supremo Tribunal Federal (STF), em busca de obtenção de interpretação constitucional do art. 16 da Lei Maria da Penha (saiba mais aqui).A APMP entende a importância de apoiar essa Campanha, por isso já estamos no segundo ano consecutivo com ações nestes 21 dias. Para além disso, a marca desta Diretoria, nesta gestão, é alinhar discurso e prática, por isso, trabalhamos com a CONAMP para ingressar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade em relação a um dispositivo na Lei Maria da Penha, visando impedir o ciclo de impunidade em prol dos autores de violência doméstica e revitimização que determinadas interpretações vinham fomentando na prática”, afirmou Glitz. 

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.