Lançamento de livro reúne autores e homenageado na APMP

Coletânea celebra 30 anos de Andretta como professor
25 de November de 2021 > Desenvolvimento Acadêmico, Gerais

O lançamento do livro-homenagem “Sistema Penal no Estado Democrático de Direito” foi marcado de muita emoção e homenagens ao associado da Associação Paranaense do Ministério Público (APMP), professor Luiz Renato Skroch Andretta, pelos seus 30 anos de atividade docente. Ex-alunos e colegas que participaram da coletânea se revezaram na narrativa de histórias e passagens da vida de Andretta que os inspiraram na profissão que hoje exercem. 

O presidente da Associação Paranaense do Ministério Público (APMP), André Tiago Pasternak Glitz, relembrou a trajetória dos presentes no evento que se cruzaram durante a vida pessoal e profissional.  Ele destacou ainda a alegria do momento que se tornou mais um capítulo dessa história. “É uma homenagem merecida e o reconhecimento faz parte do papel da APMP. Entendemos que esse é o nosso dever e que vai além da defesa de seus associados, tem a função de agregar, de manter a unidade e valorizar pessoas como o professor Andretta”.

Em seu agradecimento, o homenageado, que é Procurador de Justiça aposentado, relembrou a época em que o papel do professor não tinha o reconhecimento dado a ele, dentro do Ministério Público, e a mudança que ocorreu em que hoje o Procurador-geral é um doutor em Direito. “Essa não é uma homenagem a mim, é uma homenagem ao professor”.  

Na entrega do livro ao professor Andretta, o Procurador de Justiça, Ervin Fernando Zeidler, salientou seu papel como professor não apenas nos meios acadêmicos, mas no próprio Ministério Público do Paraná (MPPR). “Ele nos ensinou muito. A homenagem é justa”.  

O Promotor de Justiça, professor e associado da APMP, Jacson Zilio, coordenou a obra produzida por 37 autores (entre eles associados da APMP), na grande maioria, inéditos no Brasil e também conduziu a cerimônia realizada, na terça-feira (23), na sede da APMP. “Ele (Andretta) é uma figura importante na vida de tantas pessoas, a minha geração foi impactada por ele. Aprendemos a admirá-lo e ao MP. Ele significa para nós uma imagem de MP comprometido com a legalidade”

Ele também agradeceu ao apoio da APMP para que o projeto se tornasse realidade. “Essa obra não seria possível sem o apoio da APMP, na figura do André”.  

Emocionada, a professora e advogada Marion Bach recordou sua passagem pelo MP como estagiária e a forma como a convivência com os profissionais da época, incluindo o homenageado, influenciaram sua carreira. “Dessa época guardo a imagem do professor Andretta como a pessoa dos problemas insolúveis, que sempre tinha uma solução para as causas indissolúveis”. 

Com os olhos marejados pelas recordações, a desembargadora do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), Priscilla Placha Sá, também enfatizou seu período de universitária. “Aquele que chamamos de mestre é o sujeito que, rigorosamente, sabe sustentar sua prática docente naquilo que faz na vida. Qualquer coisa que digamos não chega aos pés do significado que ele tem”, afirmou. 

Os 37 autores foram escolhidos pelo seu vínculo com o professor Andretta e seu trabalho, seja por meio do Ministério Público, da universidade ou por serem professores de Direito Penal. O procurador de Justiça, professor e associado da APMP, Fábio André Guaragni, traçou um cenário da comunicação atual e o papel da família para ilustrar a importância do professor hoje, que supre os alunos não apenas do conhecimento acessível na internet, mas o ajuda na formação de valores. Ele ainda, frisou sua crença de que poderia não ter ingressado na carreira se o professor não o tivesse dado palavras de motivação. “Tem professores que dão aula para si e passam, há professores que dão aula para o outro e passam a habitar nele”.    

O Procurador-Geral de Justiça do MPPR, Gilberto Giacoia, e o Diretor da Escola Superior do MP, Eduardo Augusto Salomão Cambi participaram do evento.

A obra 

O livro que trata de direito penal e processo penal foi organizado pelo associado e Conselheiro Fiscal da APMP, Alexandre Ramalho de Farias, promotor de Justiça do MPPR, e os advogados Alexandre Cavalli das Neves e Guilherme Henrique Gonçalves. “A obra reúne grandes pensadores do Direito Penal, algumas de renome nacional e internacional o que demonstra que esses 30 anos de carreira do professor foram construídos com excelência. Essa homenagem vem coroar essa brilhante trajetória”, avaliou Farias.  

A apresentação foi elaborada pelo Procurador-Geral de Justiça do MPPR, Gilberto Giacoia. Prefácio e Posfácio foram preparados pelos Ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Felix FIscher e Sergio Luiz Kukina, associados beneméritos da APMP. Lançada pela editora Tirant Brasil, a 1ª. edição tem 377 páginas.    

O livro pode ser adquirido diretamente no site da APMP, pelo valor de R$ 50,00. Caso o associado solicite a postagem do livro, será cobrado o valor do correio, que poderá ser descontado em folha de pagamento.   

Clique aqui para adquirir a obra (mediante login e senha da APMP).   

Confira aqui as fotos do evento.

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.